O Futuro (Do Café) é Feminino

Maria Dirceia Mendes, Fabiana Carvalho, Evelyse Silva e Carmen Lúcia Chaves de Britto

Após muito planejamento e uma enorme vontade de fazer a diferença na vida das mulheres da cafeicultura, a SMC, em parceria com a Cooxupé, lançou o projeto “Donas do Café”, uma iniciativa que visa levar informação e capacitação para as cooperadas e parceiras de ambas as empresas, agregando no crescimento profissional delas e levando cada vez mais conhecimento sobre o mercado de cafés especiais. O início do projeto, que à princípio seria um encontro na sede da cooperativa, ganhou um formato online; uma transmissão com convidadas importantes que levaram um pouco da vivência da mulher no café em diferentes áreas do setor.

Na live que aconteceu no dia 20 de julho, o bate-papo abordou a experiência que o café proporciona tanto a quem trabalha com ele quanto ao consumidor, trazendo o olhar da mulher de ponta a ponta, abordando a parte de produção, de comercialização e o lado sensorial.

Carmen Lucia Chaves de Britto é proprietária da Fazenda Caxambu e já foi presidente da BSCA – Associação Brasileira de Cafés Especiais, a qual a SMC é membro desde a sua criação. Mais conhecida com Ucha, a produtora, que tem um grande histórico como professora de universidade, contou como foi a transição da vida acadêmica para o campo. “Meus avós e meus pais deixaram esse legado para nós. Passei parte da minha vida na fazenda e depois fui alçar outros voos. Chegou um momento fundamental em que eu precisei retornar às origens, e foi a melhor coisa que eu poderia ter feito. Hoje eu vejo como estou honrando tudo aquilo que minha família fez por mim e pelos meus irmãos.” Com 10 anos na cafeicultura, ela diz que o mais importante para se produzir cafés especiais é a vontade e a perseverança na busca por mais estudos e melhorias significativas.

O encontro também contou com a participação de Fabiana Carvalho, idealizadora do The Coffee Sensorium e Neurocientista pela Unicamp. Suas palestras e cursos têm feito sucesso ao longo destes últimos quatro anos, marcando presença em eventos importantes como a Re:co, Simpósio Internacional apresentado pela Associação de Cafés Especiais (SCA) e em cursos de capacitação para baristas e torradores tanto no Brasil quanto em outros países. Ela explica que o café especial precisa alcançar um patamar tão alto quando o vinho, que hoje é vista e compreendida pelos consumidores como uma bebida complexa de valor agregado, onde todas as suas características sensoriais e sobre a produção serão essenciais para sua aquisição. “Precisamos mostrar ao consumidor que está chegando agora no café especial que essa bebida vai além da xícara, que ele é uma experiência e não tão somente um produto.”

Maria Dirceia Mendes, gerente da SMC e Evelyse Silva, gerente de mercado externo da filial da Cooxupé em Santos, também estavam presentes na transmissão e contribuíram com suas experiências como mulheres nas negociações comerciais de café e como conquistaram seus espaços. Ambas possuem anos de experiência no mercado e compartilharam alguns momentos de suas carreiras com o público que estava acompanhando a transmissão.

O Donas do Café busca promover os cafés especiais das mulheres produtoras de café e ingressá-las nesse mercado, trazendo conhecimento, parcerias de sucesso e reconhecimento.

Para assistir a live na íntegra na página do Youtube da Cooxupé, é só clicar aqui.